Garoto perde braço em Zoológico: de quem é a culpa?

Hoje fomos surpreendidos com uma notícia triste e bizarra. Um garoto acabou tendo o braço direito amputado após ser atacado por um Tigre, num Zoológico em Cascavel/PR. O menino de 11 anos atravessou uma área proibida e ficou tentando acariciar o animal com o braço dentro da jaula, inclusive provocando o tigre em alguns momentos. A reação do animal foi mais um instinto de defesa do que um ataque. Achar o culpado por essa tragédia pode ser uma tarefa complicada, pois uma sucessão de erros provocou esse acidente.

Segundo informações, o pai não só não impediu o menino de invadir a jaula como segundo testemunhas que são funcionárias cuidadores dos bichos do zoológico, ainda incentivou o garoto. Só por isso já merece qualquer punição cabível, se realmente for verdade. Graças a sua suposta negligência, agora tem um filho mutilado, traumatizado e pode pagar caro por isso, desestruturando completamente uma família. Mas por que os cuidadores não impediram a criança de provocar o animal, em primeiro lugar? Crianças maiores como o garoto em questão tem mais liberdade. Os pais não precisam ficar necessariamente sufocando ou protegendo-as o tempo todo. A essa idade, elas já sabem muito bem o que podem e o que não podem fazer. Mesmo que o pai não tivesse incentivado o menino, caberia a ele estar por perto para impedir o garoto de invadir o espaço proibido, mas os cuidadores tinham obrigação de afastar o menino do local.

O zoológico pode e deveria responder pela falta de segurança apresentada. É inadmissível que uma simples cerca que possa ser pulada por um menino de 11 anos seja a única segurança entre as pessoas e os animais. Além disso, nenhum guarda encontrava-se no local para impedir o garoto de fazer aquilo, numa atitude que aparentemente durou vários minutos. Por que em nenhum momento qualquer funcionário do zoológico apareceu para conter o garoto? Acredito que em primeiro lugar, a maior responsabilidade de prover segurança aos visitantes é do próprio zoológico, não isentando o pai, é claro, de uma possível negligência nesse caso.

Crianças são curiosas, desafiam e testam seus limites e de seus pais o tempo inteiro. Cabe aos pais educa-los da melhor forma possível, estarem presentes e principalmente dar o exemplo. Se o pai do menino tiver realmente incentivado ele a atiçar o Tigre, é um absurdo sem qualquer cabimento e isso deverá ser comprovado antes de qualquer coisa. Acidentes podem acontecer e na maioria dos casos não necessariamente é por negligência dos pais.

Nesse caso específico, creio que o principal responsável é o zoológico. Em qualquer lugar civilizado é praticamente impossível para os visitantes terem acesso aos animais e funcionários e fiscais estão SEMPRE no local de visitação dos bichos para evitar qualquer tentativa de aproximação. Se a estrutura do zoológico fosse realmente segura, mesmo sem a presença de um fiscal no local isso poderia ter sido evitado. Mais lamentável ainda é o fato de que jaulas com felinos enormes como Tirges e Leões estejam facilmente acessíveis a um garoto de 11 anos, sem qualquer tipo de fiscalização.

Comentários

comentários

Comments (6)
  1. kamila 31/07/2014
  2. kamila 31/07/2014
  3. Anderson Oliveira 31/07/2014
  4. camila 04/08/2014
  5. Luilton 22/08/2014
    • Marcel 27/08/2014

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *